• Propago Social

5 motivos para doar para o Instituto Uno



Quando se fala a respeito de doações para ONGs no Brasil, existem sempre questionamentos acerca da transparência da organização e qual o resultado que se pode obter diante daquela contribuição. Listamos aqui 5 razões para nos apoiar financeiramente.

1. Existem poucas ONGs que trabalham na área da Educação

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação lançou, em 2021, um relatório de análise de dados referentes ao ano de 2018, que, até então, eram mais recentes. Mostra-se, nesse estudo, que 29% da população entre 15 e 64 anos é analfabeta funcional e, muito provavelmente, frente à pandemia e seus efeitos na educação, esse percentual tenha aumentado.

Mesmo diante desse cenário, apenas 4,3% das ONGs brasileiras atuam na área de Educação e Pesquisa. De acordo com o Mapa das OSCs, do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 2020 constavam no Brasil 815.676 Organizações da Sociedade Civil, das quais 35.213 atuam com essa temática.




O Instituto UNO entende a educação como a raiz da maioria de nossos problemas sociais e atua nessa área, com um recorte específico da população: crianças e adolescentes que apresentam defasagem em áreas essenciais da educação e que estão em situação de acolhimento institucional, afastados de suas famílias como medida de proteção.


Nossos projetos são uma ação necessária e urgente, seja pela especificidade do público ao qual nos dedicamos, ou, principalmente, pelas graves consequências que dela decorrem. Promovemos atividades que possibilitam o reencontro da criança e do adolescente consigo e com sua relação com o saber, interrompendo traumas sequenciais e a possível reprodução do ciclo de violência e exclusão social do qual foram vítimas.

2. Temos uma Tecnologia Social

O Programa de Voluntariado do Instituto UNO é uma Tecnologia Social reconhecida pela Fundação Banco do Brasil, que abrange um conjunto de métodos e processos de atração, seleção, formação intensiva e acompanhamento de voluntários que se tornam ecoeducadores.

Essa tecnologia permite que nosso público – crianças e adolescentes com defasagem de aprendizagem e em situação de acolhimento – participe de uma educação transformadora, baseada em princípios e focada no fortalecimento de vínculos.


Nossa Tecnologia Social está disponível no Banco de Tecnologias Sociais da FBB e pode ser replicada por qualquer organização do Brasil que, assim como nós, acredita na importância do voluntariado.




3. Prezamos pela transparência

Nossas demonstrações contábeis ficam à disposição em nosso site, para qualquer pessoa, seja doadora ou não. Além disso, também prestamos contas em nosso Relatório Anual, onde se pode acompanhar nossas receitas e despesas, além de todos os resultados tangíveis, frutos de nossa atuação.

4. Oferecemos uma educação transformadora

Oferecemos às crianças e aos adolescentes participantes dos nossos projetos uma educação transformadora e participativa, por atuarmos de forma pessoal, próxima, afetiva, e cuidadosa com cada um deles. Nossos objetivos são voltados para o desenvolvimento de habilidades importantes, como a confiança sobre si e seus potenciais, a vontade de ‘querer saber’ e de explorar os diferentes conhecimentos, além de contribuir para diminuição de suas defasagens em áreas essenciais do saber.

Nossos ecoeducadores passam por uma longa formação para que sua atuação contribua para que as crianças e os adolescentes ganhem mais autonomia e sejam protagonistas de seu próprio processo de aprendizagem.


5. Fazemos o melhor com o recurso que recebemos

Em 2021 recebemos R$58.702,50 em doações de pessoas físicas, que geraram um impacto significativo para a vida de 87 crianças e adolescentes, dos quais, 47 foram beneficiados diretamente, participando do Programa “Quero Saber…”. Divididos em 9 casas de acolhimento e atendidos por 19 ecoeducadores e 4 supervisoras pedagógicas, 50% deles terminou o ano de 2021 alfabetizado, 88% desenvolveu competência social e autonomia, 78% adquiriu ou aperfeiçoou algum quesito na escrita (entre gramática, ortografia e estrutura de texto), e 69% mostrou avanço na leitura (fluência, entonação e apreensão de conteúdo).

Entre nossos voluntários, foram 3.321 horas doadas, o que se estima um valor superior a R$ 61.000,00, caso fossem atividades remuneradas. Além da formação de 14 novos ecoeducadores, também participaram de nossos treinamentos 39 profissionais de Serviços de Acolhimento, por meio do Programa de Formação e Aperfeiçoamento de Profissionais de SAICAs, o que amplia e qualifica ainda mais o impacto social que promovemos nas crianças e adolescentes. Ao contribuir com os profissionais dos Serviços em seus desafios de educação, também potencializamos os resultados dos projetos sociais e iniciativas no âmbito da educação, como o nosso próprio Programa “Quero Saber...”.


Somos uma organização que, para além dos resultados, acredita no vínculo e no potencial de desenvolvimento dessas crianças e adolescentes. Queremos, acima de tudo, tocar os participantes de nossos projetos, para que compreendam que são importantes, capazes e que devem ser protagonistas de seus saberes. Nosso propósito é oferecer e disseminar uma educação livre, baseada na interação entre os potenciais e vocações das pessoas, que amplie a consciência e fortaleça a confiança em si mesmas, nas suas relações com os outros e com a vida.

Se você está em sintonia com nossos princípios e reconhece na educação o caminho ideal para que toda criança e adolescente se projete no mundo com confiança e possibilidades, seja um doador!



97 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo